Resultados - Neocredit

Valor recebido R$ 30.000.000,00

Valor recebido

R$ 30.000.000,00

(crédito recebido na integralidade)

Valor do crédito envolvido
R$ 30.000.000,00

Expectativa do cliente
R$ 10.000.000,00

Cuida-se de Ação de Execução, ajuizada no ano de 1995, com o valor primitivo de R$ 1.342.072,99, na Comarca de Toledo – PR. Nós representamos um fundo de investimentos em direitos creditórios. Com nosso sistema de busca de ativos, apuramos a existência de terras expressivas no interior dos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Em virtude disso, viabilizou-se a celebração de acordo, na importância satisfatória de R$ 30.000.000,00, com fluxo de recebíveis até o ano de 2024.

Valor recebido R$ 10.000.000,00

Valor recebido

R$ 10.000.000,00

(meta batida)

Valor do crédito envolvido
R$ 18.000.000,00

Expectativa do cliente
R$ 5.000.000,00

Nós representamos uma securitizadora de créditos financeiros.

Ação ajuizada em 25/04/1996, em face da empresa e do sócio avalista. Quando o neolaw. passou a patrocinar o processo, solicitamos acesso às Declarações de Renda do devedor, sendo possível constatar que, no ano de 2007, o executado era proprietário de um grande acervo artístico, composto por 29 obras de arte, de renomados pintores, dentre eles Alfredo Volpi, Milton da Costa, Genaro de Carvalho, Meric Marcier, Chico Caruso, Lasar Segal, Emiliano Di Cavalcanti, além de coleções de quadros chineses da Dinastia Quing e conjunto de porcelanas japonesas, cujos valores somados atingiam a monta de mais de 10 milhões de reais. Pudemos constatar que, após a citação em nosso processo, o executado realizou leilões públicos de todo o seu acervo artístico, por meio de uma galeria de arte. Todas as obras foram vendidas no referido leilão, para distintos adquirentes. Nos baseamos no argumento de que todos os adquirentes teriam condições de saber do estado de insolvência do nosso devedor, que era fato notório, inclusive sendo divulgada pelos jornais da cidade do Rio de Janeiro na época. A juíza responsável aceitou a nossa argumentação, reconhecendo a fraude à execução na alienação de todo o acervo artístico do Devedor. Com o reconhecimento da fraude à execução, as obras passaram a pertencer à nossa cliente.

 

Valor recebido R$ 27.654.756,36

Valor recebido

 R$ 27.654.756,36

(crédito recebido na integralidade) 

Valor do crédito envolvido
R$ 31.252.085,26

Expectativa do cliente
R$ 27.002.085,26 

Nós representamos um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios e é um caso de operação com precatório.

O cliente solicitou que o neolaw. providenciasse o necessário para realizar o recebimento do direito creditório adquirido, perante a Justiça Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal. Após a instauração de debate sobre a titularidade do direito creditório, sem que houvesse interesse por parte da União Federal, determinou-se que sua solução se desse perante a Justiça comum. Com isso, instaurado o novo processo perante uma Vara Cível do Foro Central da Comarca da Capital do Estado de São Paulo, após complexo debate, o cliente sagrou-se vencedor na primeira instância (sentença favorável), tendo, antes do julgamento do recurso de apelação interposto pela parte adversa, optado por realizar um acordo com a mesma, no exclusivo intuito de agilizar o recebimento.

Valor recebido R$ 42.237.179,3

Valor recebido

R$ 10.000.000,00

(meta batida)

Valor do crédito envolvido
R$ 18.000.000,00

Expectativa do cliente
R$ 5.000.000,00

Nós representamos uma securitizadora de créditos financeiros.

Ação ajuizada em 25/04/1996, em face da empresa e do sócio avalista. Quando o neolaw. passou a patrocinar o processo, solicitamos acesso às Declarações de Renda do devedor, sendo possível constatar que, no ano de 2007, o executado era proprietário de um grande acervo artístico, composto por 29 obras de arte, de renomados pintores, dentre eles Alfredo Volpi, Milton da Costa, Genaro de Carvalho, Meric Marcier, Chico Caruso, Lasar Segal, Emiliano Di Cavalcanti, além de coleções de quadros chineses da Dinastia Quing e conjunto de porcelanas japonesas, cujos valores somados atingiam a monta de mais de 10 milhões de reais. Pudemos constatar que, após a citação em nosso processo, o executado realizou leilões públicos de todo o seu acervo artístico, por meio de uma galeria de arte. Todas as obras foram vendidas no referido leilão, para distintos adquirentes. Nos baseamos no argumento de que todos os adquirentes teriam condições de saber do estado de insolvência do nosso devedor, que era fato notório, inclusive sendo divulgada pelos jornais da cidade do Rio de Janeiro na época. A juíza responsável aceitou a nossa argumentação, reconhecendo a fraude à execução na alienação de todo o acervo artístico do Devedor. Com o reconhecimento da fraude à execução, as obras passaram a pertencer à nossa cliente.

 

Valor Recebido R$ 200.000.000,00

Valor recebido

 R$ 200.000.000,00

(meta que será concretizada) 

Valor do crédito envolvido
R$ 200.000.000,00

Expectativa do cliente
R$ 200.000.000,00 

Nós representamos um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios.

O cliente solicitou que o neolaw. realizasse a aquisição de direito creditório em leilão judicial, realizado no âmbito de processo de recuperação judicial, observando o modelo de stalking horse. O cliente sagrou-se vencedor no processo competitivo.

Valor Recebido R$ 820.358,08

Valor recebido

 R$ 820.358,08

(crédito recebido na integralidade)

Valor do crédito envolvido
R$ 820.358,08

Expectativa do cliente
R$ 410.000,00

Nós representamos uma empresa de bebidas 

O cliente solicitou que o neolaw.  providenciasse o necessário para a cobrança do seu crédito. Buscando evitar despesas com a instauração de um processo judicial, em um primeiro momento, decidimos enviar uma notificação extrajudicial à devedora. Por conta da notificação recebida, a devedora entrou em contato conosco, o que, após algumas tratativas, permitiu a formalização de um acordo, que possibilitou a satisfação integral do crédito do nosso cliente.

Valor Recebido R$ 14.000.000,00

Valor recebido

R$ 14.000.000,00

(crédito recebido na integralidade)

Valor do crédito envolvido
R$ 365.723.639,04

Expectativa do cliente
 R$ 50.000.000,00

Perspectiva de receber mais R$ 40.000.000,00 (meta batida)

Nós representamos um fundo de investimentos em direitos creditórios. Cerca de 10 anos após o ajuizamento do processo, quando o neolaw. passou a patrocinar o caso, logramos êxito em responsabilizar patrimonialmente uma empresa, com base no reconhecimento de configuração de grupo econômico com a devedora originária. 

Com a responsabilização patrimonial da nova empresa foi possível penhorar um imóvel de sua titularidade, localizado na cidade de Manaus – AM, cujo valor de mercado gira em torno de R$ 14.000.000,00. O processo ainda prosseguirá buscando a expropriação de outros imóveis dos devedores.

 

Valor Recebido R$ 1.600.040,00

Valor recebido

R$ 1.600.040,00

 (meta batida)

Valor do crédito envolvido
 R$ 30.116.657,47

Expectativa do cliente
 R$ 1.000.000,00

Nós representamos um fundo de investimentos em direitos creditórios. O processo foi distribuído no ano de 1997, não sendo localizado qualquer patrimônio de titularidade da executada. Diante da aparência inexistência de bens, o cliente não tinha qualquer expectativa de recebimento no processo. 

Após o neolaw. ter assumido o caso, solicitamos a quebra do sigilo bancário da executada e identificamos o recebimento de “dividendos” (participação societária) de uma outra empresa. Pedimos a penhora de todos os recebíveis que a devedora teria direito, o que foi deferido pelo juiz do nosso processo. Com a realização da penhora, entramos em contato com a executada e passamos a buscar um acordo. 

Formalizamos um acordo em setembro de 2017, por meio do qual o nosso cliente recebeu R$ 1.600.040,00, sendo R$ 1.180.040,00 em dinheiro e R$ 420.000,00 em imóveis. 

Valor Recebido R$ 4.298.193,82

Valor recebido

 R$ 4.298.193,82.

 (meta que será concretizada)

Valor do crédito envolvido
 R$ 49.883.169,57

Expectativa do cliente
  R$ 5.000.000,00

Perspectiva de receber mais R$ 26.000.000,00 (meta que será concretizada)

Patrocinamos 3 (três) Ações de Execução em detrimento de um determinado grupo de empresas, ajuizadas entre nos anos de 1997 e 1999. Após décadas de trâmites executivos, todas as pesquisas judiciais, reiteradas ao longo dos anos, restaram infrutíferas, impedindo que o credor recebesse os valores.

Após o neolaw. iniciar a atuação no caso, as diligências extrajudiciais realizadas acusaram que, na realidade, os executados compõem um grande grupo econômico, em meio ao qual, determinada empresa possui ativos vultuosos (aproximadamente R$ 200.000.000,00), por meio de precatório, a ser pago de forma fracionada, até o ano de 2024.

Diante da conjuntura constatada, ingressamos com Incidente de Desconsideração da Personalidade Jurídica, visando a inclusão da empresa no polo passivo, bem como o arresto liminar dos valores decorrentes do precatório a ser recebido.

Depois de muita disputa houve a Justiça reconheceu o arresto de R$ 26.000.000,00.

Já houve o recebimento pelo cliente de R$ 4.298.193,82.

Valor Recebido R$ 3.000.000,00

Valor recebido

R$ 3.000.000,00

 (meta batida)

Valor do crédito envolvido
R$ 10.630.034,98

Expectativa do cliente
 R$ 1.000.000,00

O processo foi distribuído no ano de 1998, não sendo localizado qualquer patrimônio de titularidade dos executados. 

Após assumirmos o caso, mediante pesquisas judiciais e extrajudiciais, auferimos que os Executados figuravam como sócios-administradores de 3 (três) Sociedades Anônimas de capital fechado, eivadas por atributos idênticos (objeto social, endereço e administração). Ainda, o estudo realizado indiciou que as empresas referidas eram proprietária de dezenas de imóveis.

Diante de um caso típico de blindagem patrimonial, instauramos Incidente de Desconsideração Inversa da Personalidade Jurídica, pleiteando a inclusão das empresas no polo passivo e, o arresto liminar dos imóveis outrora localizados. Recebendo os nossos pedidos, o Magistrado deferiu os arrestos intentados, gerando vasto incômodo nos Executados, os quais, sem prejuízo da interposição do respectivo recurso, nos procuraram para iniciar uma negociação.

Com a negativa de provimento ao recurso, celebrou-se acordo que previa o recebimento de R$ 3.000.000,00 para o cliente, mediante a garantia de penhora de imóvel com o mesmo valor. No mesmo instrumento, inserimos que, inadimplido o acordo, os Executados anuíam, inexoravelmente, com a adjudicação do bem dado em garantia.

Assim, com a configuração da nova inadimplência, prosseguiu-se com a adjudicação do bem dado em garantia, com a agilização de todas as decisões e documentação em apenas 2 (duas) semanas. A adjudicação do imóvel foi consumada, representando relevante recebimento para o cliente.  

Resultados - Neobusiness

Temos realizado inúmeras operações para os nossos clientes.

 Investimentos: Em nossos 10 anos, acumulamos em nosso portfólio mais de 120 operações relacionadas a ingressos e saídas de investimento, por meio de compra de participação societária, aporte de capital ou instrumentos de dívida.

Buscamos sempre apoiar o empreendedorismo e a inovação, por isso, atuamos em operações de aportes em startups diversas, atendendo investidas e investidores anjo, seed capital e venture capital, em operações que já superaram R$ 500.000.000,00 (quinhentos milhões reais).

Em nosso histórico de sucesso temos:

Investimento em projetos de empreendedorismo digital– Apoio jurídico para aportes de até R$ 300.000,00 em diversos projetos selecionados nas áreas de “Social Commerce” e/ou “Mobile Commerce

Investimentos em empresas de tecnologia para agronegócio e inovação em até R$ 80.000.000,00 (oitenta milhões de reais)

Além do empreendedorismo, atuamos fortemente no apoio jurídico à realização de negócios no Brasil, auxiliando empresas estrangeiras que desejam operar no Brasil, não somente no momento pré-constituição, mas também em sua manutenção, prestando auxílio nas questões do dia-a-dia, nas áreas societária, tributárias, trabalhista e contratual.

Temos um portfolio de clientes bem variado, atuando em diversos seguimentos, com destaque em mídias digitais, plataformas e negócios via internet, comércio eletrônico, intermediação de negócios, prestação de serviços empresariais, tecnologia para a agroindústria e indústria de equipamentos, fundos de investimento, entre outros.